carregando
Carregando...
Noticiado em: 27/10/2017
JAPERI FAZ AÇÃO CONTRA A DENGUE COM MAIS DE 100 AGENTES DE SAÚDE

A subsecretaria de Vigilância e Saúde de Japeri realizou nesta quinta-feira (26/10) mais uma etapa do combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre amarela. Desta vez, 80 novos agentes comunitários de saúde e 40 de endemias, estiveram no bairro Belo Horizonte, onde visitaram imóveis, atacando os focos da doença e orientando moradores com panfletos.

A ação na região, que possui cerca de 1.600 imóveis, só deve terminar na próxima terça-feira. Na segunda, os agentes vão fazer outra ação no bairro Guandu.
“Esta é a semana de mobilização ao combate do mosquito. Todo município tem que fazer esta ação com agentes de endemias e comunitários de Saúde, procurando focos do mosquito, tratamento e orientação para evitar a proliferação da dengue”, explicou, Josélio Abreu Rosa, subsecretário de Vigilância em Saúde.
Segundo ainda Josélio Rosa, a ação também é ilustrativa para crianças. “Belo Horizonte e Guandu são dois bairros com históricos de alto índice de infestação”, observou.
Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice menor do que 1 é considerado “tolerável”, de 1 a 3,9 representa “situação de alerta” e superior a 4 corresponde a “risco de surto”. Ainda segundo o subsecretário, no último Lira feito em agosto o índice de infestação foi de 0,9%.
Josélio ressaltou a importância do trabalho em conjunto dos agentes comunitários de saúde e de endemias.
“Foram incorporados 80 novos agentes comunitários. É o primeiro dia deles no trabalho de campo. Também estamos com 40 agentes de endemias. Os comunitários fazem um trabalho diferente. Além da visitação, há uma triagem junto ao morador do imóvel para saber se há um problema de saúde na família”, esclareceu.

AGENTE: ‘UMA NOVA EXPERIÊNCIA”

Agente comunitário de saúde pela primeira vez, Lucas Oliveira, de 18 anos, viveu nesta quinta-feira um dia diferente.
“Antes, eu trabalhava com tecnologia da informação. Essa experiência é nova. Agora, vou poder orientar os moradores e atentá-los para algum problema de saúde. Quem sabe, me especializo em medicina. Vai ser bom levar esse conhecimento para casa e meus vizinhos”, disse o jovem.
A casa do pedreiro Jailson Andrade dos Santos, 46 anos, foi uma das moradias que tiveram a inspeção dos profissionais.
“Moro com minha esposa e três filhos. Nossa família não tinha recebido visita de agentes comunitários em casa, no ano passado. Preciso fazer um exame para detectar algum problema de saúde e estou preocupado com a próstata. Quero passar por este exame o mais rápido possível, pois me preocupo com a saúde. Espero a visita de médicos em breve”, comentou Jailson.
A ação de combate ao mosquito da dengue nos 31 bairros de Japeri começou no último dia 16. Na ocasião, foi feito o Levantamento de índice Rápido (Lira). Agentes visitaram imóveis e coletaram lavras do mosquito.

Versão para impressão
Prefeitura Municipal de Japeri
Mensagem
Ok
Prefeitura Municipal de Japeri
Mensagem
Ok